segunda-feira, 13 de abril de 2015

Um pouco de história: Fender Stratocaster Contemporary - E Series






HISTÓRIA

Os modelos contemporâneos [Contemporary Model] fazem parte das primeiras guitarras da Fender produzidas no Japão, inicialmente criada para ser exportada no melhor padrão de construção e qualidade características da Fender. Os modelos anteriores exportados do Japão vinham com o selo "Squier" e vinham com baixo padrão de qualidade. É de opinião geral que os modelos Stratocaster e Telecaster Fender Contemporary foram fabricados entre os anos 1984-1987, mas podem ser encontrados com facilidade alguns modelos "E Series" até o ano 1989. As guitarras são conhecidas por apresentar a primeira letra do serial number "E", e logo popularizada como "ESeries", seguindo o formato do número de série americano da Fender E = Eighties (80') sendo que o primeiro dígito do número de série representaria o ano de produção de seu instrumento. 


Os modelos eram construídos na fábrica da FujiGen Gakki, conhecida mundialmente por produzir as guitarras da Ibanez, tão popularmente divulgadas por Steve Vai e Joe Satriani. 

  
Os modelos de Stratocasters foram concebidos para serem "Superstrats" [Super Strat] podendo ser encontrados com captadores humbucking e pontes Floyd Rose feitas pela Schaller. É claro que havia a necessidade de um modelo inferior e de preço mais baixo, e assim foi lançado o modelo Fender Squier Contemporary. A Fender Stratocaster contemporânea juntamente com os modelos Telecaster faziam parte de uma safra de guitarras japonesas que fariam sucesso no mercado americano e mundial, caracterizadas pelo excelente padrão de qualidade e superando os instrumentos produzidos em solo americano em meados dos anos 80. Não é a toa que até hoje esses instrumentos são comercializados e existe enorme interesse e procura, fazendo dessas guitarras um marco da produção "Fender Made in Japan".


 CARACTERÍSTICAS

Especificações técnicas:

-Nome: Fender®
-Modelo: Stratocaster
-Série: Contemporary - E Series 
-Madeira do corpo: Alder
-Madeira do braço: Maple
-Escala: Maple- 25.5 "
-Corpo - Shape: Stratocaster®
-Braço: D - Raio de 12 "
-Número de casas: 22
-Trastes: Medium Jumbo
-Headstock: Small Headstock
-Neck Plate: Standard 4 furos
-Configuração dos captadores: S/S/S
-Captadores: Alnico
-Chave seletora: 5 posições
-Acabamento do Hardware: Chrome
-Ponte: Schaller System II
-Tarrachas: Fender Made in Japan ®
-Escudo e Knobs: Escudo branco com Knobs brancos 


Exemplos de Headstock padrão da Fender contemporary E Series

Para muitos, as guitarras fabricadas nesse período no Japão são consideradas melhores que as próprias americanas, de fato, era o que se tinha de melhor produzido em meados dos anos 80, período em que a Fender americana estava passando por um período de transição.


A altura das cordas na ponte System I é definida por pivôs de parafuso e não oferece ajuste individual de cordas mas possui entonação individual das cordas, que são muito parecidas com a ponte Gibson Tune-o-matic em termos de entonação e ajuste de altura das cordas. A ponte System I utiliza um mecanismo de trava atrás do nut. As pontes System II e System III possuem ajuste individual da altura das cordas e ajuste individual de entonação das cordas. As pontes II e III utilizam um nut com trava de altura ajustável.
A ponte System II foi desenvolvida por John Page, Chip Todd e Charlie Gressett. A ponte System III foi desenvolvida por John Page, Dan Smith, Charlie Gressett e John Carruthers. As pontes System I, II e III foram manufaturadas na Alemanha pela Schaller. Às vezes partes do sstema da ponte são perdidas e uma modificação comum é fazer a ponte funcionar como uma hardtail, travando a ponte em uma posição fixa e instalanaod uma string tree para a primeira e a segunda cordas para que as mesmas não escorreguem pra fora dos rasgos do nut.
A ponte System 1 pode ser substituída por uma ponte Floyd Rose licensed. O espaçamento um pouco mais largo dos pivôs da ponte System 1 exige um design de ponte Floyd Rose licenced com um corte de pivô que se estende à borda da ponte, permitindo a ponte Floyd Rose licensed montar nos pivôs da ponte System 1. Alguns designs da ponte Floyd Rose possuem dois cortes de pivô que são limitados à largura dos parafusos do pivô, e essas não vão caber no espaçamento dos pivôs da System 1.
Os captadores utilizados nos modelos Contemporary eram fabricados pela Fujigen. Todos os captadores utilizados nos modelos Contemporary possuem magnetos em alnico ao invés de cerâmicos. 



William de Oliveira

Para saber mais:

2 comentários: