quarta-feira, 1 de julho de 2015

Giannini Stratosonic AE08 - Made in Brazil - 1980 "Black Label"


#029

Olá galera, para o exemplar de número 29, apresento minha terceira Giannini Stratosonic dos anos 80 (meados dos anos 80), como já tinha me referido anteriormente, um instrumento muito subestimado por alguns e muito bem valorizado por outros, particularmente, não vejo nada demais nessa guitarra além do folclore e do histórico que rondam seus quase 40 anos de idade. Tenho procurado a bastante tempo uma AE08 com escudo preto e considero relativamente difícil encontrar uma original em boas condições. 90% das vezes aparece mas com a opção do escudo na cor branca (isso quando ainda é o original bicudo, geralmente as pessoas trocam por escudos que seguem o padrão normal das stratos, pois o escudo característico das AE08 é muito mal recortado e muitos acham feio, com razão). Sendo assim, considero  Stratosonic AE08 dos anos 80 com escudo preto ser mais rara do que o modelo com o escudo branco, mas isso é apenas uma opinião pessoal e fundamentada nas minhas pesquisas e garimpos diários nesse mercado das stratocasters. É um instrumento que geralmente é anunciado acima do valor que eu considero justo, por isso, considero importante garimpar o modelo pela internet para que não cair na conversa dos vendedores.. e coo falei anteriormente, se trocar o hardware não irá se parecer como uma Fender 70', absurdo que já li nesses fóruns Cifra Club e grupos do Facebook. Muitas pessoas me mandam essa pergunta pelo Facebook e minha resposta sempre será essa, é um absurdo comparar esse instrumento com uma Fender. Essa guitarra é geralmente anunciada na casa dos R$ 1200,00 Reais, depois disso o anúncio fica "mofando" por um ano ou dois, até o vendedor cair na real e aceitar vender entre 600/800 reais dependendo do estado de conservação e originalidade, acredito que não deve passar disso, R$ 800,00 seria o valor justo a ser pago (se estiver original com o escudo preto) por esse modelo colecionável.

Especificações:

Nome: Giannini
Modelo: Stratocaster
Série: AE08 - Stratosonic
Madeira do corpo: Caixeta
Madeira do braço: Marfim
Escala: Marfim
Corpo - Shape: Stratocaster
Número de casas: 21
Headstock: Big Headstock
Neckpate: Standard 4 furos
Configuração dos captadores: S/S/S
Captadores: Cerâmicos originais
Chave Seletora: 3 posições
Controle: 1 Volume - 2 Tone
Cores: Branco
Ponte: Vintage Style - 6 parafusos
Tarraxas: Originais
Escudo e Knobs: Escudo preto "recortado à mão" com Knobs brancos
Fabricação: Made in Brazil
Ano: 1980
Fabricante: Giannini
Período de Fabricação: 1980/198?

Avaliação do Blog:

Braço: B-
Corpo: C-
Headstock: B+
Tocabilidade: B+
Hardware: C+
Captadores: B+
Construção: C-
Timbre: B+
Acabamento: C-
Madeiras: B+
Histórico: C+

Avaliação do Mercado:

Geralmente anunciado: R$ 1500/1200,00
Valor justo: R$ 800,00
Barbada: R$ 400,00

























8 comentários:

  1. Tenho uma stratosonic AEO8, escudo preto bicudo. Acredito que seja de 1974, pois varias pessoas já me disseram que ela é deste ano. Veio uma pessoa de São Paulo para vê-la, a pessoa me ofereceu R$2.500,00, olha que ele insistiu, e eu resisti, pois faço uso dela até hoje, tocando em uma Banda de SESSENTÕES. Ela me responde muito bem. Tenho outras mais novas, mas ela é meu xodó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse instrumento não vale R$2500 reais, nem como colecionável e nem como instrumento para uso. Sou apaixonado por esses instrumentos e tenho três modelos AE08, mas temos que ter bom senso ás vezes. Se ele te ofereceu realmente isso, deveria ter vendido.. com esse valor poderia ter comprado no mínimo mais 5 ou 6 Stratosonics iguais, apenas não teria esse valor simbólico sentimental de estar com o amigo por tanto tempo. É isso, abração!

      Excluir
  2. Ola, estou restaurando uma,trabalho com restauração de moveis antigos,e estou restaurando para mim, era do meu primo estava com a placa e os captadores detonados, mas a madeira boa, mas acabamento feio, pode me dizer onde encontro este decalque é igual ao da foto acima, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adalvilson, existem muitas pessoas que fazem e vendem. Já procurou no Mercado Livre? Se não encontrar, busque no grupo Guitarras Brasileiras Vintages no Facebook, lá muitas pessoas reproduzem esses logos e vendem, não é difícil encontrar. Abraços.

      Excluir
  3. Originalmente a AE08 não é lá grande coisa! Mas pra quem está disposto a dar uma melhorada no trabalho que a Giannini fez, pode se surpreender com o resultado! Os pontos positivos que considero nesta guitarra são os captadores, que incrivelmente tem um timbre muito maneiro, principalmente pra que usa muito som limpo (na minha opinião), o braço fininho e o tamanho da escala ligeiramente diferente do padrão da Fender, conferem ao instrumento uma tocabilidade e "pegada" legal, principalmente para os bluseiros. Com relação as madeiras, nos dias de hoje elas estão extremamente secas e é possível sentir os harmônicos que numa guitarra moderna não soariam com tanta intensidade. Agora de negativo, é que a guitarra em sí é meio mal feita, os trastes são de péssima qualidade, a qualidade do verniz é horrível, esse lance do escudo recortado a mão é a cereja do bolo do esculacho!!! ... fora que a guitarra não é tão bem esquadrejada também, o que pode fazer com que a afinação não conhecida com a escala, gerando semitons, por mais que você regule as oitavas!... vejo duas possibilidades pra essa guitarra, ou vira um enfeite de parede maneiro, ou é preciso investir e dar um talento pra deixar o instrumento num nível de qualidade razoável!... como na minha coleção tudo é funcional, optei pela segunda opção! ... o resultado realmente foi surpreendente, não comparo o timbre com uma Fender da época (1974, no caso da minha) acho que cada guitarra tem um timbre único, mas é possível perceber que o resultado ficou excelente, não deve nada pra Fender! O único porém é que foi preciso investir uma grana considerável e consumiu um bom tempo de trabalho em cima pra chegar neste resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nelson, obrigado por entrar em contato. Infelizmente o amigo tem razão, as AE08 da Giannini em sua grande maioria eram mal construídas e muito mal acabadas e a prova disso é a falta de padrões.. eu tenho três AE08 em casa e já atestei que as três são diferentes, e talvez diferentes desse modelo que você tem em casa.. já que citou ter um braço "fininho" e as minhas três serem o oposto disso, pois têm um braço bem "gordinho" diga-se de passagem. Os captadores tem um timbre bem particular e até soam bem no clean ou com pouco drive, mas é bem isso que você disse.. ou a pessoa dá um upgrade (principalmente no hardware.. colocando uma ponte com bigblock de material de qualidade e tarrachas de qualidade) ou então realmente, irá virar enfeite de parede. Coincidentemente, também comprei uma Fender Stratocaster do ano de 1974 que em breve postarei aqui no blog, quando eu retomar com as postagens do blog.

      Excluir
  4. Olá como vai parceiro? Olha só, tenho uma AE08, morei uma época no RJ e comprei ela bem detonada (e baratinha R$ 150,00), toda natural, o verniz estava bastante queimado e o escudo com um rachado e somente dois caps (meio e braço, a configuração do corpo era de S/S/S), os caps originais dessa guitarra vieram em ALnico, os meus eram, mas o do meio estava desmagnetizado então praticamente só tinha o do braço. O era incrível no Clean e com drive moderado tipo blues. Fiz uma compra de escudo completo com caps kent armstrong koreanos (S/S/H) (pelo valor pago achei muito bom custo /benefício na época o dólar baixo ajudou bastante R$ 199,00). Me arrependo de não saber onde foi parar os caps originais dela, pois, eram muito decentes, quanto a acabamento realmente era uma época muito artesanal então os padrões não eram lá essas coisas, mas como já citado, o ponto forte realmente é a maturidade das madeiras, o timbre fica muito encorpado e límpido mesmo com os caps mais modestos que coloquei. Então só pra constar não sei se todas vinham com capitação Alnico, mas a minha tinha. Espero agregar um pouco nas informações a respeito deste instrumento que respeito muito mesmo com seus autos e baixos. Abraço.

    ResponderExcluir