quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Amigo Strateiro: Giannini AE08s



Olá amigos leitores venho compartilhar com vocês na coluna amigo strateiro a mais recente aquisição do amigo Fernando Temporão, bem como expor sua satisfação e dividir sua experiência com o instrumento. Eu costumo fazer apenas uma vez por mês essa coluna, mas como expliquei anteriormente, eu abri uma exceção com vocês para o mês de Agosto, onde vários amigos poderão postar. 

Conforme mencionei nas outras vezes, outras pessoas também podem usar esse espaço para compartilhar informações e experiências com seus instrumentos, nada mais legal do que somar vivências. Quer que sua Stratocaster seja postada no blog? Entre em contato conosco. A única regra é: o instrumento precisa "ser strato" e o amigo precisa "ter a strato". 



Nome: Fernando Temporão
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Proprietário: Giannini Strato AE08s
Serial Number: --


Especificações do modelo:

Nome: Giannini
Modelo: Stratocaster
Série: AE08s
Madeira do corpo: Pau-Ferro e Marfim (com filetes centrais e laterais de Jacarandá)
Madeira do braço: Marfim (sendo uma das peças com aspect ‘flamed’)
Número de casas: 21
Madeira da escala:  Jacarandá
Chave seletora: 3 chaves
Configuração dos captadores: SSS
Captadores: MightyMite (made in USA)
Ponte: Tipo Strato – 6 parafusos
Controle: 1 Volume e 2 Tones (meio e braço / cap da ponte não tem controle de tone)
Cores: Natural
Escudo: Original preto one ply
Knobs: Originais
Tarraxas: Originais
Serial Number: --
Fabricação: Made in Brazil 
Ano: 1984
Fabricante: Giannini



Conte um pouco da sua história com o instrumento: onde, como e quando comprou.

O desejo de ter uma AE08s era antigo. Por ser músico e na medida do possível utilizar todos os instrumentos que tenho, sou um colecionador que filtra bastante os instrumentos nacionais que compra. Por isso, eu sempre tive interesse pelos modelos superiores, mais bem acabados e com melhores madeiras e hardware feitos pela Giannini. Isso me levou a comprar basicamente baixos e guitarras feitos nos anos 60 e 70, justamente pela utilização de melhores materiais. Essa guitarra é, no entanto, uma exceção, pois foi feita nos anos 80, época em que a Giannini passou a fabricar péssimos instrumentos, de qualidade constrangedora, e essa linha “exportação – Professional Line” fugiu totalmente à regra, confeccionando belos e bem construídos baixos e guitarras. Minha caça à essa guitarra se consumou numa barbada na OLX. Ela apareceu na minha frente por 450 reais, incrivelmente bem cuidada, toda original e funcional. Pelo instrumento que é e pela raridade, acho que eu não comprei, eu ganhei essa guitarra.





Para você, o que representa ter uma Giannini AE08s?

Representa ter algo bastante incomum: uma guitarra nacional, rara, de qualidade indiscutível e de beleza quase única no Brasil. Significa ter em mãos uma parte bonita da nossa história na feitura de instrumentos de corda. É um prazer e um orgulho ter achado essa guitarra.


Como você definiria o som desse instrumento?

Gostei muito do som. Os captadores cerâmicos costumam ter um som bem gordo e aveludado, sem brilho, mas achei esses captadores da MightyMite muito bons, com bastante brilho e nitidez, tanto na ponte quanto no braço e no meio. Eles têm aquela saída bem alta, isso é bacana também porque qualquer variação de volume no amp já empurra muito o som, cria novos timbres. Achei o som dessa guitarra acima das minhas expectativas, e acho que o fato de ser uma guitarra de corpo e braço inteiriços, ajuda muito na qualidade do som e do timbre.





Qual o principal ponto forte dessa guitarra?

Em primeiro lugar a beleza. Como beleza não põe mesa, eu diria que a qualidade das madeiras, das peças e da construção são um ponto forte. Ela certamente teria um som melhor com captadores mais caros, mas o som de fábrica é muito bom. Acho que o ponto forte, resumindo, é esse: Ser uma boa guitarra com todos os seus items de fábrica, sem precisar de upgrades.

Qual o principal ponto fraco dessa guitarra?

Acho que o ponto fraco é a Giannini ter feito o buraco no corpo pra instalar uma ponte de strato com tremolo, perdendo a condição de 100% inteiriça. O projeto original tem uma ponte sem alavanca, aparafusada no corpo, evitando esse buraco.




Pretende fazer algum upgrade ou alguma modificação na guitarra?

A princípio não, gosto de manter a originalidade dos instrumentos dentro do possível. Essa guitarra já é muito boa de fábrica, a única modificação que eu acho que pode ser necessária é a troca das tarraxas caso a guitarra se torne um instrumento usual de trabalho no palco, pra segurar a afinação por um bom tempo. Mas não acho que isso acontecerá.





O que você diria às pessoas que não conhecem o modelo ou que sempre duvidaram da proposta da Gianinni em relação a qualidade e reputação desses modelos brasileiros?


Eu diria que essas pessoas têm razão em, de uma forma geral, acreditar que a Giannini faz  e fez, na soma dos anos, instrumentos medianos, medíocres. Mas diria também que, nesse panorama histórico, a Giannini fabricou instrumentos fantásticos e históricos. Então embora a generalização seja compreensível, vale garimpar e correr atrás das boas coisas que a Giannini produziu, porque são instrumentos que valem cada centavo justamente por serem muito bons e muito mais baratos que similares estrangeiros.




Fernando Temporão

18 comentários:

  1. Respostas
    1. Muito obrigado amigo, agradecemos pela visita no blog!

      Excluir
  2. Coleciono guitas nacionais antigas, tenho uma dessa, paguei caro por sinal, pena este instrumento não ter o devido reconhecimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade amigo, quando quiser mostrar e postar sua coleção basta entrar em contato comigo pelo email. Abraços.

      Excluir
    2. Oi amigo deixa o email parate mandar umas fotos e avaliar minha coleção pois vou torrar tudo

      Excluir
  3. Não sou colecionador mas tenho algumas guitarras, há uns dois anos me apareceu uma Giannini idêntica a essa, gostei tanto do instrumento que acabei comprando, também não paguei barato mas fiz uma boa negociação, valeu a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Walter, esses exemplares estão cada vez mais caros e raros de se encontrar por aí.. ainda bem que você já garantiu a sua.. Abraços!

      Excluir
  4. Algum proprietário de uma AE08S estaria vendendo a sua guitarra? Tenho a possibilidade de comprar uma que está a venda por $2.800. Acho que está muito acima do valor, mas o principal problema é que está em outra cidade e eu não poderia ver a guitarra. Enfim, estou procurando uma, caso alguém saiba... Obrigado. (belíssimo blog!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguarde mais um pouco que certamente o amigo irá conseguir por muito menos desse valor. Abraços!

      Excluir
    2. Eu tenho uma se tiver endereçado ainda entre em contato

      Excluir
  5. Olá pessoal! Tinha o trio dos might mite na minha guitarra! Acabei medindo-os e deram 4.25K! Quando os troquei por fenders japoneses, notei a diferença! Não são ruins, principalmente pra braço e ponte mas não encontro informação deles de jeito nenhum pela net! Apenas o dimarzio sds 1, muito parecido porém, com algo em torno dos 9K de resistência! São might mite, mesmo e quanto medem os seus, só pra se ter uma referência...! Grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente complicado encontrar informações sobre esses captadores! Se aparecer alguma novidade eu atualizo aqui! Abraços!

      Excluir
    2. Wood, os meus mediram 6.7K (meio e braço) e 7.1K (ponte). Você ainda tem os captadores? Por favor, você poderia verificar a orientação do imãs. Eles têm uma marca branca em uma das extremidades. Os meus tem 3 padrões diferentes. Complementando: O fio Branco era ligado ao terra? Suponho ser um baseplate.

      Excluir
    3. Obrigado pelas informações Maurício. Ainda tenho os captadores, geralmente mantenho ou preservo tudo original nelas. Eu teria de abrir para ver a configuração da elétrica e ver como são os imãs. Abraços

      Excluir
  6. Olá Willian e Maurício! Fiz essa postagem no facebook na comunidade "guitarras vintage brasileiras": https://www.facebook.com/groups/GuitarrasBrasileirasVintage/permalink/343405129177650/
    Não sei se abrirá por aqui mas dei outra olhada e nada vi com relação aos imãs! São duas barras coladas ao eixo onde vão os parafusos na parte inferior do captador! Fora isso, tenho esses valores de resistência, bem baixos por sinal mas os caps tem saída boa de volume e ganho! Enfim... se puder botar fotos por aqui, depois eu as posto!!!! Valeu!!!!
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wood, consegui abrir sua postagem.. basta copiar e colar no navegador. Com relação aos imãs eu nem especifiquei nada e nem fiz questão de colocar uma foto nessa postagem porque eu não gosto desses captadores originais que vinham nela, muitos falam em Might Mite e outros até viajam que eram Gotoh.. Dimarzio.. eu não acredito, mas cada um é cada um kkkkk

      Excluir
  7. SE bobiar, são da sound (atual malagoli) ou até mesmo, finch!

    ResponderExcluir