terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Galeria de arte Stratocaster: Tema Ibanez Stratocaster 1974


Olá amigos, venho a compartilhar um pouco mais das novidades que separei para o mês de Janeiro, onde o primeiro mês do ano de 2016 foi escolhido para explorar na nossa ilustre galeria de arte uma sequência de fotos abordando novamente mais uma conhecida guitarra japonesa Ibanez Stratocaster (Já tínhamos postado a Ibanez Roadstar na Galeria de arte Stratocaster do mês de Novembro de 2015), então é a segunda vez que eu posto uma Ibanez no blog e prometo que aparecerão mais, até porque Stratocaster não é só Fender né galera, preciso explorar um pouco de tudo.. tanto das nacionais quanto das internacionais. Como a Roadstar é um modelo Superstrato (nasceu da Stratocaster) e sem dúvidas é considerada como a evolução da Stratocaster, não vejo motivos para não postar aqui uma legítma Ibanez Stratocaster!  Aparentando qualidade dentro da média, esse instrumento é extremamente interessante mas dificilmente de se encontrar em solo brasileiro, acho que a única forma de encontrar seria pelo Ebay, onde provavelmente iremos encontrá-la em bom estado de conservação, original e mas não a preço acessível, graças a desvalorização do Real frente ao Dollar. Exemplar dos anos 70, essa unidade mantém o charme e a beleza das Stratocasters em sua essência e a eficácia dos instrumentos japoneses característicos desse período. Como já foi dito anteriormente aqui, mas sempre vale ressaltar, a Ibanez é uma marca que começou a ser produzida no Japão na planta da FujiGen Gakki, mundialmente conhecida e difundida por grandes músicos no mundo inteiro, embora ainda não exista muito reconhecimento nos Estados Unidos exatamente por ser japonesa, os americanos infelizmente ainda não dão total crédito sobre esses instrumentos pelo fato de não serem construídos em solo americano, o que é uma grande bobagem, pois muitos instrumentos americanos produzidos no mesmo período dos anos 80 não tinham basicamente nada de especiais, apenas preenchiam o mercado com instrumentos baratos sem nenhuma qualidade na construção ou ao que se refere as madeiras e acabamento, sendo superadas facilmente pelos instrumentos japoneses.


Segundo os critérios do anunciante e proprietário do instrumento:

Pertence ao lote das primeiros 2375 unidades em Natural Finish (acabamento natural em verniz). Construído em 1974 na FujiGen Gakki, não se apresenta muito em seu estado original, mas um grande instrumento com grande som também.

Corpo: Ash
Braço: Shape médio C
Escala: Maple (Fretboard)
Trastes e Saddles recém colocados
Captador Humbucker : Maxon Alnico com bobinas individuais
Eletrônicos de alta qualidade
Peso: 3,6 kg

Condição: A mecânica da corda E é um pouco mais frágil do que as outros. No geral, uma condição bastante apresentável.

Som: Muito, muito ressonante e vibrando alegremente. Especialmente nos trastes mais baixos é um contador de uma cativante vitalidade, é claro, juntamente com o timbre típico. O humbucker é grande; na posição tudo ocorre para metal com timbre gordo. Ela tem som limpo e dinâmica para o braço. Muitos tons, quente e bluesy.
















































Nenhum comentário:

Postar um comentário